Análise aponta que água de sete fontes de Teresópolis é boa para consumo

De acordo com as amostras coletadas pela Secretaria Municipal de Saúde e analisadas em fevereiro pelo Laboratório Central Noel Nutels (LACENN-RJ), referência neste tipo de serviço, a água de sete das dez fontes examinadas em Teresópolis está própria para consumo. São elas: Fonte Judith, no Alto; Fonte Fonte Santa; Fonte Brahma; Fonte Santa Ângela, no Vale do Paraíso; Fonte Tijuca e Fonte da Saúde, na Tijuca; e Fonte São Sebastião, em Pimenteiras. As fontes Amélia, no Alto, Taumaturgo e Praça Taumaturgo estão impróprias para o consumo. O relatório aponta presença de coliformes fecais na água.

Para evitar riscos à saúde, é recomendada a adoção de medidas preventivas antes do consumo, já que a água das fontes pode sofrer variações de potabilidade, devido a alterações climáticas e do ambiente do entorno onde elas se localizam. Por isso, os usuários são orientados a sempre ferver ou filtrar e clorar a água, a fim de eliminar microorganismos causadores de doenças.

A vigilância da qualidade da água das fontes da cidade é uma ação de rotina, feita mensalmente sob a responsabilidade da equipe do programa Vigiágua, setor ligado à Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde. O controle segue determinação do Ministério da Saúde, a fim de garantir que a água consumida pela população atenda ao padrão e normas estabelecidos na legislação vigente. O monitoramento também atende à solicitação da Câmara Técnica de Saneamento do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente.

Comments are closed.

Powered by WordPress | Deadline Theme : An AWESEM design